21 2529-6928
21 2103-1500

Orientações para redução do consumo de sódio



Consumo diário:

De acordo com o Guia Alimentar para a população brasileira, a recomendação de sal (NaCl) não deve ultrapassar 5g por dia (1,7g de sódio). Isso equivale á aproximadamente uma colher de chá de sal. É importante lembramos que os alimentos que consumimos possuem o sódio intrínseco, já presente nos alimentos, sem ter adicionado sal propriamente dito.

O consumo excessivo de sal, a partir de 6g, é uma das maiores causas de hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.

Uma das maneiras mais práticas de se diminuir o consumo de sal é comparar a quantidade de sódio nos alimentos, observando as informações nutricionais no verso das embalagens. Opte sempre por escolher aquele que possui menos sódio/ sal.
Entendendo a rotulagem nutricional:
A informação nutricional na embalagem dos produtos alimentícios é obrigatória. Alguns dos itens presente nas tabelas são: valor energético, carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas e trans, fibra alimentar e sódio. Geralmente são apresentadas as quantidades por porção e porcentagem referente à recomendação diária daquele nutriente.


Como identificar se um alimento é rico em sódio?

Se a quantidade de sódio for superior a 400mg em 100g do alimento, este é considerado um alimento rico em sódio, sendo prejudicial à saúde, devendo ser evitado.

Outra informação importante presente nos rótulos dos alimentos é a composição dos mesmos. Os ingredientes utilizados para sua elaboração. Eles são listados na ordem decrescente de concentração, ou seja, se um ingrediente aparece como primeiro da lista, significa que maior parte do produto é composta por ele.


O sal que não vemos (intrínseco)

Geralmente imaginamos o sal somente como aquele que adicionamos ao preparo da comida ou aquele do saleiro á mesa. Porém o sal é utilizado no processamento de vários alimentos industrializados. Aproximadamente 75 do sal que ingerimos é proveniente dos próprios alimentos que consumimos, ou seja, daqueles alimentos que não adicionamos sal. Alguns alimentos são ricos em sódio, como é o caso dos embutidos (salsichas, lingüiças, presunto, mortadela), conservas, defumados entre outros.

Você não precisa parar de consumir esses alimentos, apenas evite-os, dando preferência á alimentos pobres em sódio (para saber como identificar um alimento rico em sódio, volte ao link entendendo a rotulagem nutricional).


Como reduzir o consumo de sal

1. Evite a utilização de temperos prontos e caldos concentrados, eles são ricos em sódio, glutamato monossódico entre outros;

2. Utilize ervas desidratadas, temperos naturais, pimenta e sucos de frutas para temperar os alimentos;

3. Evite também o uso de gordura animal como o bacon, toucinho, entre outros;

4. Não utilize saleiro á mesa;

5. Não acrescente sal no alimento depois de pronto.
VOCÊ SABIA?

As papilas gustativas presentes na nossa boca, que identificam o gosto salgado, demoram cerca de 3 meses para se adaptar á uma dieta reduzida em sal. Por isso, é questão de tempo o costume à uma dieta mais saudável e pobre em sódio. Pense nisso!

--

Dra Luciana Spina
Endocrinologista- Doutorado pela UFRJ
Programa de Diabetes e Hipertensão da SMSDC-RJ



Gostou ? Compartilhe !



VOLTAR