21 2529-6928
21 2103-1500

Nódulo na tireoide: condição é comum, mas demanda atenção



Alterações permanentes na voz após o procedimento cirúrgico são raras

O que é a tireoide?

A glândula tireoide é uma estrutura em forma de borboleta localizada na frente de seu pescoço, logo abaixo de suas cordas vocais. Ela produz dois hormônios, a triodotironina (T3) e tiroxina (T4), que ajudam a regular o seu metabolismo, que é o processo de como o seu corpo usa e armazena energia.

Pela sua posição no pescoço, essa cartilagem é parte da laringe, sendo que as pregas vocais se localizam dispostas internamente a ela.


• Nódulo na tireoide

Nódulos são muito comuns e a chance de desenvolve-los aumenta à medida que você envelhece. Um nódulo de tireoide é uma massa de tecido tireoidiano que cresceu ou um cisto cheio de líquido que se forma na tireoide. Embora os sintomas não sejam comuns, um nódulo grande pode, às vezes, causar dor, rouquidão ou atrapalhar a engolir ou respirar.


Os médicos se preocupam com nódulos da tireoide porque eles podem, às vezes, ser cancerígenos. O câncer de tireoide é encontrado em cerca de 8 dos nódulos nos homens (8 em cada 100) e em 4 dos nódulos em mulheres. Assim, cerca de 90 dos nódulos de tireoide são benignos (não cancerosos).

A causa da maioria dos nódulos benignos não é conhecida, mas eles são, muitas vezes, encontrados em membros de uma mesma família. Em âmbito mundial, a deficiência de iodo na dieta é uma causa muito comum de nódulos.

Devido à presença dos nódulos, a glândula pode adquirir grandes dimensões, causando sintomas compressivos cervicais (falta de ar ou dificuldade para engolir). O câncer de tireoide, principalmente nos estágios iniciais, dificilmente leva a rouquidão. Somente casos avançados costumam levar a alterações na função das cordas vocais.

As principais razões para se realizar a retirada da tireoide (tireoidectomia) é a suspeita de nódulos malignos no local e somente a cirurgia pode dar a certeza se o nódulo é maligno ou não.

A apresentação mais comum do câncer de tireoide é em mulheres de 30 a 50 anos com um nódulo palpável cervical, que pode ser nódulo tireoidiano ou um linfonodo cervical. A frequência em mulheres é duas vezes maior que nos homens.


• Alterações da voz

1 em cada 10 pacientes que são operados da glândula tireoide, apresenta alguma alteração temporária na voz, enquanto que 1 em cada 250 paciente, pode evoluir com alterações definitivas. Estas mudanças na voz podem ser rouquidão, dificuldade em alcançar notas agudas ou cansaço ao falar.

Isto ocorre devido à proximidade da glândula com os nervos responsáveis pelos movimentos das cordas vocais. Normalmente estas alterações regridem em algumas semanas, mas podem perdurar por vários meses.

A reabilitação vocal, quando necessária, ocorre através da terapia fonoaudiológica e a melhora do paciente vai depender das condições anatômicas, ou seja, depende do estado das pregas vocais, se existe paralisia ou paresia (diminuição da mobilidade), se é em uma corda ou em ambas, dentre outras alterações.


Fonte: Minha Vida



Gostou ? Compartilhe !



VOLTAR