21 2529-6928
21 2103-1500

Jejum intermitente não emagrece mais que outras dietas



Praticado por várias celebridades, como Beyoncé e Deborah Secco, o jejum intermitente é um método de emagrecimento em que se intercalam períodos de alimentação livre e jejum, que variam entre 16 e 24 horas. No entanto, de acordo com estudo publicado na JAMA Internal Medicine, dietas baseadas no jejum são menos eficazes do que se pensava.

A premissa do regime de dias alternados é a perda rápida de peso, focando na utilização do estoque de gordura do corpo, diferente de regimes que se baseiam na contagem diária de calorias. Apesar disso, segundo os pesquisadores, elas são mais difíceis de seguir e não são melhores do que uma dieta tradicional.

Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, durante seis meses, analisaram 100 pessoas acima do peso, sendo 86 mulheres que seguiam três diferentes tipos de dietas: alimentação normal, contagem diária de calorias e o jejum intermitente.

Para meios de comparação, os voluntários comeram normalmente durante o primeiro mês de estudo. Já seguindo as dietas, o grupo de restrição calórica consumiu 75 de seu habitual consumo diário de calorias, enquanto o grupo livre não mostrou mudanças significativas na alimentação. Na dieta de jejum intermitente, entretanto, os participantes consumiram 25 de seu consumo de calorias nos dias de jejum, que não deveriam comer, e 125 nos dias livres.

Resultados

Os resultados revelaram que, comparado àqueles que não mudaram seu padrão de alimentação, aqueles em regime de restrição calórica e aqueles em dieta intermitente tiveram a mesma perda de peso depois dos seis meses de observação. No final do estudo, os voluntários se mostraram, respectivamente, 5,3 e 6 mais leves do que os que não seguiram dietas, levando em conta diferença fatoriais como sexo e etnia. Sendo assim, a perda de peso foi quase a mesma entre os participantes.

Além disso, os dados observados mostraram que existe uma grande dificuldade em aderir à dieta intermitente. Os participantes que seguiram o regime ingeriam muito mais calorias do que o esperado. Pensávamos que seria mais fácil aderir ao jejum em dias alternados porque você recebe aquele dia de folga, em que você não precisa se controlar tanto. Esperávamos que os do grupo de restrição calórica fosse burlar as regras muito mais, disse Krista Varady, coautora da pesquisa. Descobrimos que cerca de metade dos integrantes do grupo da dieta de jejum em dias alternados tiveram dificuldade em segui-la.

Limitações

Apesar dos resultados, os autores admitem que a pesquisa tem algumas limitações. O grupo de análise foi pequeno e apenas 69 dos participantes completaram o estudo até o final. Segundo Krista, voluntários de outras localidades poderiam ter seguido melhor o jejum intermitente.

Apesar disso, Michelle Harvie, pesquisadora perita em dietas da Universidade Hospitalar de South Manchester, no Reino Unido, acredita que o estudo tem sua importância, pois a habilidade de as pessoas aderirem e seguirem aos parâmetros é um aspecto crucial em uma dieta. Porém, o estudo pontuou apenas um tipo de dieta intermitente e os resultados podem não ser os mesmos.

A dieta não é indicada para todas as pessoas, mas, com o auxílio de um profissional, para algumas, pode funcionar. Algumas pessoas se adaptam melhor ao jejum em dias alternados, enquanto algumas pessoas mantêm a restrição calórica muito melhor, explicou Krista. As pessoas precisam descobrir qual dieta é melhor para elas.

Fonte: Veja Abril



Gostou ? Compartilhe !



VOLTAR