21 2529-6928
21 2103-1500

Gordura visceral aumenta o risco de diabetes e doenças cardiovasculares



Veja como descobrir se você possui gordura visceral em excesso e outros problemas que ela causa

Quando ouvimos a palavras gordura, a primeira coisa que nos vem à cabeça é como nos livrar dela. Mas você sabia que há basicamente 2 tipos?

A gordura visceral é também chamada de intra-abdominal porque está na região interna do abdômen, próxima aos órgãos vitais: fígado, intestino, pâncreas, rim, coração e vasos. É a ela que devemos temer, já que está associada com maior risco de diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e metabólicas, inclusive alguns estudos mostram associação com demência e algumas doenças ósseas.

Com uma simples fita métrica podemos descobrir se estamos "em perigo". Mulheres com cintura acima de 80 cm e homens acima de 90 cm já devem tomar uma atitude em relação aos hábitos alimentares e atividades físicas, lembrando que também conta a influência genética sobre o local em que a gordura se deposita.


As células de gordura estão constantemente enchendo e esvaziando seu conteúdo e quando esvaziam liberam ácidos graxos e glicerol na corrente sanguínea e estes podem se depositar nas artérias promovendo doenças coronárias.

A gordura subcutânea é a que fica sob a pele afetando menos os órgãos internos. É o terror estético, principalmente das mulheres já que adoram se apossar dos nossos culotes e abdômen, formando os famosos "pneuzinhos". Também se localizam nos braços e pernas.

A lipoaspiração é o sonho de muitas pessoas, mas não deve ser encarado como substituto para a dieta saudável e vida ativa ou tratamento de obesidade, já que não afeta a gordura visceral e a indicação adequada é para tratar gordura localizada.

Ainda há estudos demonstrando que pacientes submetidas à lipoaspiração de gordura superficial da barriga, que permanecem sedentárias após o procedimento, apesar de ganharem o abdômen chapado, apresentam ganho de gordura visceral. Isto provavelmente ocorre por um deslocamento das gorduras das células superficiais, logo abaixo da pele, que foram destruídas, em direção a células de gordura visceral que permanecem intactas.


Fonte: Minha Vida



Gostou ? Compartilhe !



VOLTAR