21 2529-6928
21 2103-1500

Consultórios

...

Botafogo

Clinicoop - Clínicas médicas Cooperadas Ltda

Rua Sorocaba, 706 sala 205, Botafogo, Rio de Janeiro, RJ

...

Marcações de Consultas:
(21)2103-1500
Fax: (21)2579-3713
Administração: (21)2286-2376
Estacionamento em frente ao local com 10% de desconto para pacientes.

...

Gávea

Shopping da Gávea

Rua Marques de São Vicente, 52 / 5o. piso Sala 521, Gávea - RJ

...

Marcações de Consultas:
(21)2529-6928 / (21) 3874-0052

Currículo


Clique aqui para acessar o Currículo completo na Plataforma Lattes do CNPq.

ATIVIDADES PROFISSIONAIS ATUAIS

  • Médica Endocrinologista atuante em consultório desde 1999.
  • Integrante da Gerência do Programa de Hipertensão e Diabetes da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro.
  • Integrante da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD)- Regional Rio de Janeiro Site: http://www.diabetesrio.org.br
  • Integrante da Diretoria da Clinicoop- Clínicas Médicas Cooperadas site: http://www.clinicoop.com.br

ATIVIDADES PROFISSIONAIS EXERCIDAS

  • Médica Endocrinologista do Hospital Federal da Lagoa- Rio de Janeiro de 2003 a 2011.
  • Professora do curso de Pós-graduação em Enfermagem Dermatológica da Faculdade Gama Filho de 2003 a 2011.
  • Professora do curso de Pós-graduação em Geriatria e Gerontologia da Universidade Estácio de Sá de 2004 a 2011.
  • Professora da Faculdade de Medicina da UNIG de 2001 a 2003.

TÍTULO

  • Especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia obtido por concurso em novembro - 2000

PÓS-GRADUAÇÃO

  • Doutorado em Endocrinologia
    Faculdade de Medicina
    Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Mar 2002 / Mar 2005
  • Mestrado em Endocrinologia
    Faculdade de Medicina
    Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Mar 2000 / Dez 2001
  • Residência Médica em Endocrinologia e Nutrologia
    Hospital Universitário Clementino Fraga Filho
    Universidade Federal do Rio de Janeiro Mar 1997 / Fev 2000

GRADUAÇÃO

  • Faculdade de Medicina
    Universidade Federal do Rio de Janeiro Ago 1990 / Ago 1996

ESTÁGIO NO EXTERIOR

  • Texas Diabetes Institute, Doctor DeFronzo Endocrine Service, San Antonio, Texas, EUA - 2002.

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO

  • Capacitação para atendimento ao paciente com pé diabético da Secretaria Municipal de Saúde - 2003.

PRÊMIOS

  • The International Endocrine Scholars Program (IESP), Endocrine Society/SBEM- 2005.
  • Prêmio Mérito Científico, I Endo Rio 2004, Rio de Janeiro, RJ- 2004.

APROVAÇÕES EM CONCURSOS PÚBLICOS

  • Endocrinologista da FIOCRUZ- Rio de Janeiro 2006
  • Médico Clínico Geral da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro - 1999
  • Médico Clínico Geral da Prefeitura Municipal de Petrópolis - 1996
  • Médico Clínico Geral da Prefeitura Municipal de Miguel Pereira - 1996
  • Médico Clínico Geral da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro - 1996
  • Interno Bolsista da Faculdade de Medicina da UFRJ - 1996
  • Interno Bolsista da Faculdade de Medicina da UFRJ - 1995
  • Acadêmico Bolsista - Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro - 1994

 

Endocrinologia

A Endocrinologia é o ramo da Medicina que cuida dos transtornos das glândulas endócrinas. Glândulas são órgãos que produzem substâncias as mais diversas, que vão auxiliar em várias funções do organismo. O organismo possui dois tipos de glândulas, as endócrinas (que secretam substâncias no sangue, substâncias essas conhecidas como hormônios) e as exócrinas (que secretam substâncias em cavidades internas ou no exterior do corpo). Hormônios são as substâncias que, secretadas no sangue, regulam o funcionamento de um ou mais órgãos do corpo, geralmente à distância da glândula que os produziu. Os hormônios controlam a reprodução, o metabolismo ("queima" dos alimentos e eliminação de resíduos), o crescimento e o desenvolvimento. Os hormônios também controlam a maneira pela qual você responde ao meio ambiente, e ajudam a regular a quantidade exata de energia e nutrientes que o seu corpo precisa para funcionar. O nome (Endocrinologia) é derivado do grego, endo = interno, e krino = separar, secretar, ou seja, "secreção interna", referindo-se aos hormônios.

Diabetes – Excesso de açúcar no sangue causado por incapacidade do pâncreas em produzir insulina em quantidade suficiente ou quando essa insulina não consegue exercer sua função de forma adequada. O tratamento adequado com um endocrinologista é fundamental para evitar as complicações cardíacas, nos rins, nos olhos e nos pés principalmente. Para evitar o diabetes é fundamental combater a obesidade e praticar exercícios regularmente.

Obesidade – Nos últimos anos a obesidade foi reconhecida como sendo uma doença, devido aos múltiplos problemas que pode acarretar à saúde das pessoas, além dos graves transtornos sociais e psicológicos que a acompanham. A obesidade possui múltiplas causas, na maioria das vezes ocorre por excesso de ingestão alimentar e apenas uma pequena proporção dos casos é provocada por excesso ou deficiência de alguns hormônios. Freqüentemente se acompanha de outras doenças endócrinas, tais como a diabetes, os transtornos do colesterol e a síndrome dos ovários policísticos, que contribuem para diminuir sensivelmente a qualidade e a duração da vida das pessoas obesas.

Excesso de Colesterol e Triglicerídeos – A alimentação inadequada e algumas doenças podem levar ao aumento do colesterol e dos triglicerídeos em adultos e crianças. Com um tratamento adequado, os riscos de complicações como o infarto cardíaco e o AVC ("derrame cerebral") são reduzidos.

Tireóide – Os hormônios da tireóide controlam o funcionamento de praticamente todos os órgãos. Pequenas mudanças na quantidade dos hormônios tireoidianos no sangue fazem com que os órgãos trabalhem mais rápido ou mais devagar, e alteram a taxa de metabolismo (fazendo com que o corpo produza mais ou menos calor e consuma mais ou menos energia). As principais doenças da tireóide são: o hipertireoidismo, o hipotireoidismo e os nódulos tireoidianos. Fique atento: Nódulos ou aumento do volume do pescoço, nervosismo, insônia e alterações no ritmo intestinal, coração acelerado ou desacelerado, perda ou ganho de peso e excesso de frio ou calor podem revelar distúrbios da tireóide.

Osteoporose – A osteoporose é uma doença endócrina. Dores nos ossos e fraturas freqüentes podem significar enfraquecimento ósseo. A menopausa é a principal causa de osteoporose nas mulheres. A osteoporose deve ser prevenida e corretamente tratada para se evitar risco de fraturas.

Reposição Hormonal da Menopausa – A reposição hormonal é um tratamento eficaz, feito com hormônios iguais aos da própria mulher, para amenizar o desconforto e riscos causados pela menopausa como as ondas de calor, diminuição de desejo sexual e desenvolvimento de osteoporose.

Crescimento – Uma criança saudável tem um crescimento normal O crescimento deficiente ou excessivo pode ocorrer em função de alterações hormonais, nutricionais ou genéticas. Deve ser sempre investigado.

Excesso de Pêlos – Mulheres com excesso de pêlos na face (hirsutismo), acne ou aumento da musculatura podem estar com produção excessiva de hormônios masculinos. A causa mais freqüente de excesso de pêlos na mulher é a Síndrome dos Ovários Policísticos.

Doenças da Glândula Supra-Renal – Aumento de peso, estrias avermelhadas, pêlos excessivos, pressão alta ou baixa, puberdade precoce e escurecimento da pele, podem significar problemas na glândula supra-renal.

Distúrbios da Puberdade – Crianças que desenvolve precocemente pêlos pubianos, odor axilar e têm desenvolvimento das mamas apresentam distúrbios hormonais e necessitam avaliar a origem do problema. Os adolescentes que não desenvolvem essas características também necessitam de uma avaliação.

Distúrbios da Menstruação – Alterações no ciclo menstrual (falta de menstruação ou menstruação mais de uma vez ao mês) podem significar problemas hormonais. Por isso, necessitam de investigação e tratamento adequado.

Doenças da Hipófise – Tumores da hipófise podem levar à presença de leite nas mamas, fora do período de amamentação, além de mudanças faciais, aumento do numero do sapato, dores de cabeça e distúrbios da visão.

Andropausa – Os hormônios masculinos podem diminuir quando o homem envelhece. Nesse caso, algumas pessoas podem sentir cansaço, diminuição da força muscular e disfunção sexual, necessitando da ajuda do especialista para fazer reposição hormonal.